Blog do Juca Kfouri

Tabelinha com Juca

Segundas-feiras, às 15h

30/12/2006

Vasco segue na Copa dos Sonhos

Nova goleada entre os especialistas.

Só o cineasta, e colunista de futebol de "O Estado de S.Paulo", o grande Ugo Giorgetti apostou no time mineiro.

Entre os caros blogueiros a vitória foi mais apertada: 54 a 35.

FERNANDO CALAZANS

Que me desculpe a brava torcida do Atlético, mas nesse encontro seu time não dá pra saída.

Vence o Vasco de Ademir, Romário, Dinamite e Príncipe Danilo.

Ué, agora é que estou vendo que não botaram o Jair da Rosa Pinto no Vasco.

Amnésia, não é?

Ah, a famosa falta de memória e de História do homem brasileiro...

RUY CARLOS OSTERMANN

É uma combinação insólita, a de Ademir Menezes e suas acalerações e Romário e suas manhas. Difícil de imaginar que não fizessem gols até porque seriuam jovens e destemidos. Ganha o Vasco.

UGO GIOGETTI

Já que é sonho mesmo então vou considerar que Reinaldo nunca se contundiu, nunca foi caçado em campo e sempre  jogou na melhor forma física.

Nesse caso deu Galo.

MÁRCIO GUEDES

Sou mais o Vasco.

Zaga forte e ataque fantástico, só teria que preparar esquema com cuidados defensivos.

TOSTÃO

Atlético Mineiro 2 x 3 Vasco

O Vasco tem mais craques.

RENATO MAURÍCIO PRADO

Vasco 7 a 2 Atlético Mineiro - gols de Romário (2), Ademir (1), Edmundo (1), Juninho (1) e Roberto (2) x Reinaldo e Éder
 
Juninho Pernambucano, Danilo, Edmundo, Roberto, Romário e Ademir juntos dispensam explicações.

Ainda mais diante de um Atlético limitado, com o folclório Rei Dadá no ataque.

Passeio cruzmaltino.

PAULO VINÍCIUS COELHO

O único jeito de parar um ataque infernal, como esse do Vasco, é com um time que domine as ações no meio-de-campo.

Oldair foi campeão no Galo como lateral -- no Flu de 1964, levou a taça como meio-campista.

Com ele e Paulo Isidoro, o meio-de-campo do Atlético conduz a bola, mas não organiza.

Por isso, o Príncipe Danilo e Juninho Pernambucano tomam conta do setor e deixam o quarteto ofensivo decidir a partida: 4 x 1.

Um gol de cada, Edmundo, Ademir, Roberto e Romário.

Reinaldo desconta para o Atlético.

ALBERTO HELENA JR.

O time do Vasco tem mais equilíbrio para um jogo eliminatório.
 

Por Juca Kfouri às 23h01

29/12/2006

A vez de Galo x Vasco

Atlético Mineiro x Vasco fazem o jogo 3 da primeira fase da Copa dos Sonhos.

Telê Santana tem um tarefa árdua pela frente: parar um ataque endiabrado como o do Vasco de Flávio Costa.

Bem Telê que prefere atacar.

João Leite, Nelinho, Luizinho, Vantuir e Cincunegui; Toninho Cerezo, Oldair e Paulo Isidoro; Reinaldo, Dário e Éder é o time do Galo.

O time do Almirante vai de 4-2-4 com Barbosa, Augusto, Bellini, Ely e Mazinho; Juninho Pernambucano e Danilo; Edmundo, Roberto Dinamite, Ademir de Menezes e Romário.

Que espetáculo!

Lembretes:

1. ESTOU EM FÉRIAS ATÉ O DIA 23 DE JANEIRO;

2. NÃO FUI EU QUEM ESCOLHEU OS TIMES DOS SONHOS, NEM FORAM OS LEITORES DE "PLACAR", MAS VINTE TORCEDORES DE CADA UM DOS DOZE TIMES;

3. RESPEITO A OPINIÃO DE QUEM ACHA QUE A "COPA DOS SONHOS" É UMA BOBAGEM, EMBORA PREFIRA TRATÁ-LA COMO UMA CURTIÇÃO PARA ALIMENTAR O BLOG ENQUANTO ESTOU FORA DO AR.

4. FICO SURPRESO COM A AGRESSIVIDADE DE ALGUNS, GENTE CERTAMENTE QUE DEVERIA PROCURAR UM ANALISTA. E NÃO PARTICIPAR DA BRINCADEIRA EM VEZ DE DESTILAR FEL RIDICULAMENTE;

5. NÃO ESTOU APROVANDO NEM REPROVANDO NEM COMENTANDO OS COMENTÁRIOS DOS CAROS BLOGUEIROS PORQUE, REPITO, ESTOU EM FÉRIAS AQUI, NA FOLHA DE S.PAULO, NA CBN E NA ESPN-BRASIL, CURTINDO MINHA NETA E MEUS FILHOS.

5. FELIZ 2007!


Por Juca Kfouri às 23h02

28/12/2006

Copa dos Sonhos: Santos, absoluto

Era inevitável.

Mesmo diante de um extraordinário São Paulo, todos os especialistas optaram pela vitória do time de Pelé.

Será assim até o fim?

RUY OSTERMANN

Não sei, por onde anda Pelé é muito difíicil imaginar que caiba mais alguma coisa. Ganha o Santos por Ele e Coutinho.


PAULO VINÍCIUS COELHO

Robinho teria de se desdobrar, para jogar como meio-campista, posição que até arriscou na campanha do título brasileiro de 2002.

O São Paulo parece mais real, mas cadencia demais o jogo no meio-de-campo.

Num lançamento de Pedro Rocha, gol de Muller. Mas Pelé e Coutinho viram para 3 x 1 -- dois do Rei.


RENATO MAURÍCIO PRADO

Santos 5 x 2 São Paulo - gols de Pelé (2), Robinho e Pepe x Careca (2)
 
Pobre Rogério Ceni.

Nunca pensou que teria pela frente Pelé e Robinho juntos!

E ao lado de Coutinho, Pepe, Zito e Clodoaldo...

Nem o talento de Telê Santana (muito superior a Lula) foi capaz de impedir o passeio santista, apesar da categoria dos são-paulinos.

Pepe esculachou o Cafu...

TOSTÃO


Santos 3 x São Paulo 1

Há um grande desequilíbrio individual com o Pelé de um lado, sem falar no Coutinho e Robinho.

MÁRCIO GUEDES

O Santos é melhor só por contar com a liderança de Zito e com a dupla Coutinho-Pelé.

UGO GIORGETTI

Jogo que tem tudo para um grande empate.

Confesso que Muller, Careca e Canhoteiro não é brincadeira.

Mas infelizmente o outro time tem Pelé.

E de quebra no segundo tempo o Lula colocou Edu e Toninho Guerreiro.

Deu Santos.

FERNANDO CALAZANS
 
Ganha o Santos, e não me perguntem por quê.
 (Só o Chico Buarque pode condenar esse  time  por causa da ausência do Pagão).

O São Paulo não botou o Zizinho não, é?

Dê meus pêsames aos eleitores da Placar e também a esse tipo de lista que ajuda a sepultar craques do passado e, em conseqüência, a sepultar a própria história do futebol brasileiro.

Com perdão da franqueza.

ALBERTO HELENA JR.

 O Santos, que parece muito ofensivo, não o é, com Clodoaldo e Zito. E tem Pelé...

Entre as leitoras e leitores deste blog que também mandaram seus comentários, 189 optaram pelo Santos e 161 pelo São Paulo.

Os demais não cravaram nenhum vitorioso.

Por Juca Kfouri às 23h02

27/12/2006

Copa dos Sonhos: Santos x São Paulo

Quis o destino que o clássico San-São fosse o segundo da primeira fase da Copa dos Sonhos.

Maldade eliminar qualquer um dos dois logo de cara, como foi a eliminação do Flu.

Lula manda a campo um time diabólico: Gilmar, Carlos Alberto, Mauro, Alex e Léo; Zito e Clodoaldo; Robinho, Coutinho, Pelé e Pepe.

Telê Santana sabe o tamanho do desafio que tem pela frente, mas imagina que o meio de campo santista pode não ser muito criativo.

E vai de Rogério, Cafu, Oscar, Dario Pereyra e Leonardo; Mineiro, Pedro Rocha e Raí; Muller, Careca e Canhoteiro.

O 4-2-4 x o 4-3-3.

Que jogo!

O resultado dos especialistas sairá amanhã, dia 29.

Enquanto isso, você faz o seu resultado.

Por Juca Kfouri às 23h25

26/12/2006

Goleada na abertura da Copa dos Sonhos

E foi mesmo uma goleada: sete especialistas apontaram a vitória mineira, apenas um a carioca.

Entre os caros blogueiros, 91 cravaram Cruzeiro, 59 ficaram com o Fluminense e 42 ou ficaram neutros ou não falaram do jogo.

Leia as análises abaixo: 

TOSTÃO

Nesse dia a leiteria do Castilho não vai funcionar.

O Cruzeiro vai fazer como fez contra o Santos em 66.

Começa todo no ataque e faz 5 gols no primeiro tempo.

Como no Flu tem muitos craques, eles marcam quatro no segundo: 5 a 4.

UGO GIORGETTI

O Cruzeiro ganha e bem.

Desculpem os tricolores mas ninguém podia com Zé Carlos, Piazza, Dirceu e Tostão.

E não era sonho.

Os quatro jogavam juntos ao mesmo tempo. 

PAULO VINICIUS COELHO

É o jogo que aconteceu de verdade no dia da libertação do embaixador norte-americano, em 1969.

Daquela vez, deu Cruzeiro, por 3 x 0, com dois gols de Tostão e um de Dirceu Lopes.

No jogo de verdade, o Cruzeiro tinha cinco dos sonhados -- Tostão, Dirceu Lopes, Palhinha, Zé Carlos e Piazza.

Por isso e porque o Cruzeiro dos sonhos é muito real e ganhou demais.

Ganharia essa também, embora apertado: 3 x 2.

RENATO MAURÍCIO PRADO

Cruzeiro 3 a 2 Flu (gols de Palhinha, Tostão e Nelinho x Rivelino e PC Caju).

O Flu tem um punhado de craques, mas não tem ninguém que marque no meio-campo.

Pobres Didi e Gerson!

Sucumbiram diante de um Cruzeiro com Piazza, Zé Carlos, Dirceu Lopes e Tostão (meio-campo armadinho dos bons tempos do Trem Azul e aperfeiçoado pelo Vanderlei).

Parreira, pra variar, errou no ataque...

Só o Assis na frente consegue ser pior do que o ataque de totó que ele escalou na Alemanha.

O Flu só não levou um baile porque craques como Carlos Alberto, Gerson, Didi e PC Caju seguraram a barra.

ALBERTO HELENA JR.

O Cruzeiro é mais equilibrado e ganha. 

MÁRCIO GUEDES

Vence o Flu basicamente por ter jogadores de mais personalidade e, no somatório, mais individualidades.

 Didi, Gerson, Torres e Rivelino juntos é demais. 

FERNANDO CALAZANS

Para minha tristeza, vou eliminar o Fluminense de meus ídolos Castilho, Didi e Gérson, por saber também que os dois últimos vão entrar mais adiante. (Até porque, sem Didi e Gérson, nem o futebol brasileiro seria pentacampeão mundial).


Ganha o Cruzeiro, que pra mim tinha que ter o Evaldo, e não Palhinha ou Joãozinho.

Façam-me o favor!

Ganha em homenagem ao Zé Carlos, ao Tostão e sobretudo ao Dirceu Lopes, supercraque que foi injustiçado.


(Por que será, Juca, que eu tenho que eliminar um time como esse do Flu? Só mesmo por idéia sua).

RUY OSTERMANN

Ganha o Cruzeiro, uma homenagem a Tostão,meu querido amigo.

Joãozinho (que ponteiro!), Nelinho, Perfumo, Piazza, o time todo.

E o Luxa, ainda mais ambicioso porque mais jovem.

Ganha, apertado mas ganha.

Portanto, o Cruzeiro está classificado para a segunda fase da Copa dos Sonhos, quando os seis times vencedores da primeira fase se enfrentarão em três jogos, definidos por sorteio.

Esclarecimento: por problemas insondáveis da grande rede, não chegaram as opiniões de Armando Nogueira e José Trajano.

 

Por Juca Kfouri às 23h00

Flu, Corinthians e Santos: três boas notícias

Noves fora Rafael Moura, o Flu acaba de montar belíssima dupla de área, com Cícero e Soares.

Porque nada indica que os dois sentirão o peso da camisa tricolor, tanto que já fizeram pelo Figueirense.

Do mesmo modo, noves fora as incertezas que rondam o clube, o Corinthians terá uma ótima dupla de atacantes com Nilmar e Amoroso.

Já no Santos a melhor notícia, por enquanto, é a do cancelamento da pré-temporada em Dubai.

Não só porque não seria pré-temporada coisa alguma, como porque atrapalharia todo o ano peixeiro, como bem sabe Vanderlei Luxemburgo, que viveu experiência parecida no Real Madrid.

Deixar de ganhar 2 milhões de dólares dói, mas doeria mais deixar de disputar títulos na temporada inteira por causa disso.

 

Por Juca Kfouri às 09h36

24/12/2006

Cruzeiro e Fluminense abrem a Copa dos Sonhos

E com dois esquadrões monumentais.

Carlos Alberto Parreira não terá nenhuma dificuldade para fazer com que seu tricolor fique com a bola nos pés.

Mas para defender...

O Flu vai a campo com Castilho, Ricardo Gomes, Edinho e Branco; Carlos Alberto Torres, Didi, Gérson, Paulo César Caju, Rivellino e Telê; Assis.

Já Vanderlei Luxemburgo tem um time montado: Raul, Nelinho, Procópio, Perfumo e Sorín; Piazza, Zé Carlos e Dirceu Lopes; Palhinha, Tostão e Joãozinho.

Quanto de nossas vidas não daríamos para ver um jogo desses?

O resultado do jogo, com as avaliações de nossos especialistas, será publicado no dia 27.

Enquanto isso, vejamos quem ganha na opinião dos blogueiros.

Por Juca Kfouri às 14h45

Sobre o autor

Formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de "O Globo" entre 1989 e 1991 e apresentador, desde 2000, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Histórico