Blog do Juca Kfouri

Tabelinha com Juca

Segundas-feiras, às 15h

21/12/2008

BLOG EM FÉRIAS!

O blogueiro está em férias.

O blog também, é claro!

E promete resistir às tentações e só voltar a este blog no dia 21 de janeiro, depois de 30 dias de férias, garantia dada pela CLT desde Getúlio Vargas.

Viva 2009!

Por Juca Kfouri às 10h25

Manchester United bicampeão mundial!

No primeiro tempo, o Manchester United levou um susto logo no quarto minuto de jogo, quando a LDU, com Bolaños, perdeu um gol na pequena área.

Depois, no entanto, fez gato e sapato da equipe equatoriana.

Só não fez gol.

Mais por méritos do veterano goleiro Cevallos, 37 anos, que é daqueles que nem inspiram confiança para quem o vê pouco, porque faz defesas atabalhoadas, raramente num tempo só, sem a menor elegância.

Mas ele é goleiro, não manequim. Está ali para evitar gols, não para desfilar.

E evitou uns quatro, sendo que pelo menos uma vez, em cabeçada de Carlitos Tevez depois de cruzamento de Cristiano Ronaldo, fez milagre.

Nem bem o segundo tempo começou e Vidic perdeu a cabeça ao desferir uma cotovelada em Bieler e deixou o time ingês com 10 jogadores.

Era, em tese, a chance equatoriana.

E a LDU, de fato, equilibrou mais o jogo, passou a correr menos riscos e até chances de gol criou.

Numa delas, no entanto, o argentino Manso deixou de servir a um companheiro que tinha tudo para abrir o placar e, no contra-ataque, de castigo, aos 28, Cristiano Ronaldo encontrou Rooney na área pela esquerda e o atacante bateu cruzado, sem chances para Cevallos: 1 a 0, com inteira justiça.

O argentino Manso, aos 44, de fora da área, ainda quase empatou, mas Van der Sar não deixou.

O Manchester United ganhava pela segunda vez o Mundial de Clubes, embora seu técnico, sir Alex Ferguson, diga que se trata de um título inédito, porque o primeiro era apenas a Copa Intercontinental.

Coisas da formalidade britânica.

Para nós, brasileiros, no entanto, mais, digamos, informais, foi a 23a. conquista mundial de um clube europeu, contra 25 dos sul-americanos.

E diante de 72 mil torcedores.

Por Juca Kfouri às 10h23

Sobre o autor

Formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de "O Globo" entre 1989 e 1991 e apresentador, desde 2000, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Histórico