Blog do Juca Kfouri

Tabelinha com Juca

Segundas-feiras, às 15h

11/07/2009

Pró-memória

Em 19 de fevereiro deste ano este blog informou que a IW Consultoria Política e Comunicações tinha vencido licitação do Ministério Esporte.

Estranhava-se a vitória por ser empresa desconhecida e por ter superado outras cinco bem mais conhecidas em Brasília.

E atribuia-se a façanha ao fato de a IW ter assessorado o ministro Orlando Silva por ocasião da "crise da tapioca".

Pois eis que na última sexta-feira saiu no Diário Oficial que o Tribunal de Contas da União determinou a anulação do contrato e que nova licitação seja feita dentro de critérios mais sérios.

Por Juca Kfouri às 21h59

Eu não!

Há um twitter com meu nome.

Não sou eu quem o alimenta.

E não sei quem é.

Nada de grave, traz apenas a atualização do blog, deve ser coisa de gente que gosta do blog.

Mas não sou eu, OK?

Em tempo: não vi, mas a boa vitória de hoje do Vasco sobre a Ponte Preta, 3 a 0, no mínimo, honra a bela tradição portuguesa (ai que saudades...) no Brasil.

Por Juca Kfouri às 20h26

12 gols em três jogos do sábado

A décima rodada do Brasileirão começou bem, com bom futebol e com gols, 12 em três partidas.

Cinco gols só no encharcado Palestra Itália.

Que viu um Palmeiras empenhado e vigoroso para fazer 2 a 0 no primeiro tempo, sofrer um gol (de Márcio Barros) que não fazia justiça à sua superioridade, mas acabar com qualquer chance de reação do Náutico com o terceiro gol, de Armero que, segundos antes, havia sofrido um pênalti clamoroso não assinalado.

Maurício Ramos e Willians, de cabeça, tinham feito os gols no primeiro tempo e Pierre fez o quarto gol palmeirense, já no fim do jogo: 4 a 1.

O Timbu está lá embaixo, o Verdão lá em cima.

E com uma abnegação que fazia tempo não se via em Parque Antarctica.

Bem também foi o Barueri que, em casa, derrotou o Coritiba por 3 a 1.

Em 16 minutos do primeiro tempo, com gols de Val Baiano, o substituto de Pedrão, e de Fernandinho, o time paulista já tinha liquidado a fatura.

No segundo tempo, um gol contra dos paranaenses e outro de Carlinhos Paraíba definiram o placar final.

E, finalmente, para alegria botafoguense e desespero do Avaí, eis que os cariocas foram a Floripa e também marcaram 2 a 0 no primeiro tempo, com gols de Juninho, aos 14, de falta, e de Renato, aos 42.

Os catarinenses diminuíram com Marquinhos, aos 10 do segundo tempo.

Mas ficaram nisso, 2 a 1, e em último lugar.

Com muita chuva em São Paulo, a rodada teve muitos gols e quase 8 mil palmeirenses no Palestra, além de 6500 na Ressacada.

Contrariando o Estatuto do Torcedor, renda e público não foram fornecidos em Barueri...

A rodada passada, por sinal, a nona, teve média de 16.700 pagantes por jogo.

Por Juca Kfouri às 20h24

10/07/2009

Até já!

O que era doce acabou-se.

Mais um jantar e...Brasil.

Onde já fui amigo do Rei e não sou mais.

Como não sou dos que a ele se opõem.

Melhor assim.

Porque, como Millor já ensinou, imprensa é oposição, o resto é armazém de secos e molhados.

E quem se curva diante dos poderosos mostra o traseiro aos oprimidos.

Mas como tem gente mostrando o traseiro por aí...

Aqui Lisboa, 19h15.

Por Juca Kfouri às 15h15

Bom dia! E sinto muito

Por Juca Kfouri às 05h33

Novo piloto no Inter

O Inter levou de 3 a 0 da LDU, perdeu também a Recopa e, além da culpa do juiz, deve trocar de piloto.

Dirão que o ainda líder do Brasileirão é um jato comandado por um comandante de teco-teco.

Luiz Gonzaga Belluzzo, em seu twitter, já informou que não acertou com Muricy Ramalho.

Acho que mesmo com atraso, ganharei aquela aposta que estava perdendo.

E Muricy poderá tentar seu tetracampeonato nacional.

Por Juca Kfouri às 05h32

09/07/2009

Lisboa, Portugal

Fim de tarde em Lisboa, luz boa.

Ótima,  dizem que a melhor da Europa, natural.

Sim, a Cidade Luz é Paris, mas artificial.

Nada contra, ao contrário, porque Paris é sem igual.

Mas tudo a favor deste intenso Portugal.

Por Juca Kfouri às 16h54

Cruzeiro com a mão no tri!

Em La Plata, sofrimento.

São Fábio foi o herói do primeiro tempo, embora, lá na frente, bem que Ramires e Kléber tentavam ajudá-lo.

Mas se ele fez duas boas defesas aos 11 e aos 44, em chutes de Verón, aos 16 operou um milagre, em pancada quase à queima-roupa de Pérez.
 
Um espanto, num jogo que começou com atraso por causa da fumaça da torcida do Estudiantes e com direito até a inundação atrás do gol do Cruzeiro, graças,aparentemente, a um cano que estourou por ali.

E no qual, ao ver sua saída de bola bem marcada, o Cruzeiro tinha dificuldades em seu próprio campo e pouco chegava na frente.

Mas o 0 a 0 dos primeiros 45 minutos era muito bom.

Nem bem começou o segundo tempo e Fábio fez a quarta e a quinta defesas fundamentais para que o empate se mantivesse.

E seguidas: a quarta num chute de Boselli, cara-a-cara, que mandou a escanteio; a quinta em cabeçada de Desábato, na cobrança do escanteio.

De duas uma: ou os brasileiros não aguentariam a pressão ou, como manda o futebol, fariam os argentinos tomar o gol que não conseguiam fazer.

Em bola dividida pelo alto, Ramires arranca sangue do rosto do Verón.

O narrador da Sport-TV portuguesa parece torcer, discretamente, para quem fala a língua de Camões.

E, aos 34, de cabeça, por pouco Leonardo Silva não fez o gol mineiro.

Em seguida, Kléber perdeu gol feito, na cara do gol, num rebote do goleiro, e Wellington Paulista também quase marcou, embora em lance bem mais difícil.

Nem seria muito justo, mas teria sido delicioso.

Se bem que ficou tudo de bom tamanho até porque a última grande chance foi argentina.

Agora é só não bobear no Mineirão para fazer a festa do tricampeão.

Por Juca Kfouri às 00h00

Festa de gols no Pacaembu

No Pacaembu, só festa.

O Fluminense entregou as faixas para os campeões da Copa do Brasil e, como é usual nos times de Parreira, ficou mais com a bola durante todo o primeiro tempo.

Só que como para o time de Mano Menezes o gol não é detalhe, o Corinthians tratou de marcar logo três ainda no primeiro tempo (aos 24, 29 e 35 minutos), dois com Ronaldo e um, o segundo, com Dentinho.

Todos, aliás, meio parecidos, com bolas roubadas e frutos, ou de um lindo lançamento de Douglas, como no primeiro gol, ou com trocas de passes rápidas, com direito, como no caso do terceiro, a deixar até zagueiro no chão.
 
Um show de eficácia, sem dúvida.

O segundo tempo teve diapasão parecido,com a diferença de que foi o Flu que marcou, aos 26, com Conca,num golaço,embora por pouco Douglas não tenha feito um olímpico minutos antes.

E para o jogo ficar com resultado mais parecido com o que acontecia, eis que Diego, aos 31, faz contra ao tentar evitar que a bola passada por Alan chegasse em Fred.

A exemplo do jogo com o Inter em Porto Alegre, o Corinthians cedia espaço para a reação do adversário.

Mas também como na decisão da Copa do Brasil, por reclamação, Fred foi expulso de campo, num papelão.

Se ele queria duelar com Ronaldo se deu mal, porque, aos 40, o Fenômeno pegou um rebote do goleiro e fez 4 a 2, três gols numa mesma noite.

Não era preciso acontecer mais nada.

Por Juca Kfouri às 23h54

08/07/2009

Lavoura salva!

O canal de esportes de Portugal, também chamado Sportv, passará o jogo do Cruzeiro.

Não terei de ver no computador.

Passará EM DIRECTO!

Maravilha.

Sou Cruzeiro desde criancinha.

Em tempo: sou informado de que a Globo Internacional não tem os direitos internacionais da Libertadores. Portanto...

Por Juca Kfouri às 13h25

Hoje tem!

A madrugada promete.

Às 2h da matina, em Lisboa, tem Estudiantes e Cruzeiro.

Ou pelo rádio ou, se prevalecer o bom senso na Globo Internacional, na TV mesmo.

O Estudiantes será osso duro de roer, ainda mais se, de fato, Verón jogar.

Mas o Cruzeiro pode.

Principalmente se encarnar o espírito de Kléber, desde que só o espírito, não o descontrole.

Acabo de descobrir (às 6h de Brasília) que o jogo Corinthians e Fluminense é o que será transmitido para Portugal.

Não discutirei audiência.

Mas, sim, respeito ao JOGO.

Ao jogo de futebol.

Em determinados momentos, quem, de fato, o respeita e busca eternizá-lo, deveria ter critérios jornalísticos e não apenas de entretenimento.

Uma decisão de Libertadores não pode ser tratada como de menor interesse que nenhum outro jogo nesta noite. 

Por Juca Kfouri às 05h20

07/07/2009

Atenção! Vou desenhar!!!

Pela amostra dos primeiros comentários que leio sobre a nota anterior, duas conclusões:

1. Não são poucos os que perderam completamente a capacidade de entender uma ironia ou ler nas entrelinhas;

2. Ainda bem que das 100 mil visitas em média diariamente neste blog, os comentários fiquem na casa dos 500;

Porque revela-se que a maioria esmagadora entende o que  lê.

É ÓBVIO QUE É UM ABSURDO QUE HAJA AJUDA GOVERNAMENTAL A CLUBE DE FUTEBOL.

Por Juca Kfouri às 21h58

Coisas nossas

Leio comentários indignados sobre o meu silêncio a respeito do que teria dito o Ronaldo sobre a ajuda de Lula ao Corinthians.

Difícil avaliar o que não vi e sobre o que nada sei.

Mas estranho a estranheza de quem mora no Brasil -- e não está em Portugal, como eu.

Porque o governador tucano José Serra ajuda o Palmeiras de seu coração, como o governador tucano Aécio Neves faz com o Cruzeiro do dele, assim como o governador peemedebista Sérgio Cabral faz com oVasco.

Por que imaginar que o presidente petista e corintiano não faria? 

Por Juca Kfouri às 14h40

06/07/2009

Cristiano Ronaldo para Portugal

Se disser que Cristiano Ronaldo parou Portugal para vê-lo se apresentar ao Real Madrid posso estar mentindo.

Porque não sei como foi no resto do país.

Sei que Évora, onde estou, não parou.

Mas o espaço dado a ele na TV portuguesa foi um colosso.

É claro, desde Eusébio que, aliás, estava no Santiago Bernabeu, Portugal não tem um ídolo como ele.

Fato é que mais de 80 mil torcedores o receberam hoje, 30 mil a mais que a festa para Kaká.

E aí é que o Real Madrid parece estar fazendo uma grande bobagem.

Tudo que diz respeito a um é comparado ao outro.

Independentemente de ambos, a rivalidade está criada.

E dentro do campo é tudo que pode fazer com que um e/ou outro quebrem a cara.

Kaká parece superior a essas coisas, embora seja óbvio que preferisse permanecer no Milan.

E Cristiano Ronaldo não suportará se o brasileiro superá-lo.

Os novos galáticos podem virar estrelas cadentes.

Por Juca Kfouri às 21h14

05/07/2009

Rodada gaúcha. E de Obina

A dupla Gre-Nal mostrou que está curada.

Furacão e Timbu pagaram pelo que não fizeram.

E, ironia, Obina brilhou para, quem sabe, ser a melhor herança da gestão Luxemburgo no Palmeiras.

O Coritiba também dá fortes sinais de reação, para azar do São Paulo, de lua-de-mel de curta duração com o novo técnico.

E o Galo deu uma bobeada indesculpável, embora, ATENÇÃO, eu não tenha visto nenhum dos jogos e esteja comentando só de ver os resultados.

Já o Cruzeiro teve o resultado que se esperava ao perder do Goiás, porque só mesmo estar voltado para o jogão desta quarta-feira, em La Plata.

E este blogueiro, meio em férias, se recolhe porque, no Alentejo, já é de madrugada.

E a vida é dura em Évora.

Por Juca Kfouri às 20h58

Federer, na terra, no cimento e na grama

Ultrapassar certas fronteiras não é nada fácil.

Alain Prost passou semanas para conseguir vencer seu 50o. GP de F1, por exemplo.

E Roger Federer que o diga.

A batalha com Andy Roddick, que chegou a sacar bolas a 218 km, foi isso mesmo: uma batalha.

Em cinco sets, mais de quatro horas de jogo na quadra central de Wimbledon, recheada de celebridades como Woddy Allen e Sir Alex Fergusson, além, é claro, dos grandes nomes do tênis mundial.

Só o suíço teve  50 aces, três seguidos para fazer 12 a 11 no último set, e depois de perder dois sets, o primeiro e o quarto (7/5 e 6/3).

Dos três que ganhou três, sempre teve de ir para o desempate:7/6, 7/6 e 16/14!

Com o que ganhou seu 15o. torneio do Grand Slam e tornou-se o maior vencedor de todos os tempos. 

Por Juca Kfouri às 14h25

Sobre o autor

Formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de "O Globo" entre 1989 e 1991 e apresentador, desde 2000, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Histórico